"I watch the time pass slowly. It comes and goes like the waves. The sea can touch the sky at night. It's got the freedom I crave."

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O PRIMEIRO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O Dia Internacional da Mulher (8 de Março) é uma ocasião marcada por grupos de mulheres em todo o mundo. Esta data também é comemorada nas Nações Unidas e é designado em muitos países como um feriado nacional.
Quando as mulheres em todos os continentes, muitas vezes divididas por fronteiras nacionais e por diferenças étnicas, linguísticas, culturais, econômicas e políticas, se reúnem para celebrar o seu dia, e podem olhar para trás e ver uma tradição que representa pelo menos nove décadas de luta pela igualdade, justiça, paz e desenvolvimento.
Dia Internacional da Mulher é a história de mulheres comuns como criadores da história, que está enraizada na luta secular das mulheres de participar na sociedade em passos iguais com os homens. Na Grécia Antiga e Lisístrata
iniciaram uma greve sexual contra os homens para colocar um fim a guerra, durante a Revolução Francesa, as mulheres parisienses, pedindo “liberdade, igualdade, fraternidade” marcharam em Versalhes para exigir o sufrágio
feminino.
A idéia de um Dia Internacional da Mulher surgiu pela primeira vez na virada do século, que no mundo industrializado foi um período de expansão e de turbulência, o crescimento da população em expansão e ideologias radicais. A seguir, uma breve cronologia dos acontecimentos mais importantes:

1909
De acordo com uma declaração do Partido Socialista da América, o primeiro Dia Nacional da Mulher foi notado nos Estados Unidos em 28 de fevereiro. As mulheres continuaram a celebrar no último domingo do mês durante 1913.

1910
A Internacional Socialista, reunida em Copenhague, estabeleceu um Dia Internacional da Mulher, em caráter internacional, para honrar o movimento pelos direitos das mulheres e para ajudar na realização do sufrágio universal para as mulheres. A proposta foi recebida com aprovação unânime por conferência de mais de 100 mulheres de 17 países, que incluiu as três primeiras mulheres eleitas para o parlamento finlandês. Não foi estabelecida uma data para o cumprimento.

1911
Como resultado das decisões tomadas em Copenhagen no ano anterior, o Dia Internacional da Mulher foi marcado pela primeira vez (19 de Março), na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça, onde mais de um milhão de mulheres e homens compareceram as manifestações. Além do direito de votar e de ocupar cargos públicos, elas exigiram o direito ao trabalho, à formação profissional e para o fim da discriminação no trabalho.
Menos de uma semana depois, no dia 25 de março, o trágico Triângulo do Fogo em Nova York, tirou a vida de mais de 140 funcionárias, a maioria delas italianas e judias imigrantes. Este evento teve um impacto importante sobre a legislação do trabalho nos Estados Unidos, e as condições de trabalho que conduzem ao desastre foram evocados durante as comemorações subseqüentes do Dia Internacional da Mulher.

1913-1914
Como parte do movimento da paz sendo preparado às vésperas da Primeira Guerra Mundial, mulheres russas comemoraram seu primeiro Dia Internacional da Mulher no último domingo de fevereiro de 1913. No resto da Europa, por volta de 8 de Março do ano seguinte, as mulheres fizeram manifestações tanto para protestar contra a guerra quanto para expressar solidariedade com as suas irmãs.

1917

Com 2 milhões de soldados russos mortos na guerra, as mulheres Russas novamente escolheram o último domingo de fevereiro para fazer greve por “pão e paz”. Os líderes políticos se opuseram no momento da greve, mas as mulheres passaram do mesmo jeito. O resto é história: Quatro dias depois o Czar foi forçado a abdicar e o governo provisório garantiu às mulheres o direito de voto. Aquele domingo histórico ocorreu no dia 23 de fevereiro nocalendário juliano usado na Rússia, mas em 8 de março no calendário gregoriano em outros lugares.
Desde aqueles primeiros anos, o Dia Internacional da Mulher assumiu uma nova dimensão global por mulheres nos países desenvolvidos e em desenvolvimento. O crescente movimento internacional de mulheres, que foi reforçado por quatro conferências globais das Nações Unidas para mulheres, ajudou a formar a comemoração uma importante manifestação de esforços coordenados para exigir direitos e a participação das mulheres no processo político e econômico. Cada vez mais, o Dia Internacional da Mulher é um momento de reflectir sobre os progressos realizados, a chamada para a mudança e para celebrar atos de coragem e determinação por mulheres comuns que têm desempenhado um papel extraordinário na história dos direitos das mulheres.
O Papel das Nações Unidas
Poucas causas promovidas pelas Nações Unidas têm gerado um apoio mais intenso e generalizado que a campanha para promover e proteger os direitos de igualdade das mulheres. A Carta das Nações Unidas, assinada em São Francisco em 1945, foi o primeiro acordo internacional para proclamar a igualdade de gênero como um direito humano fundamental. Desde então, a organização tem ajudado a criar um legado histórico das estratégias concordadas internacionalmente, normas, programas e metas para melhorar o estatuto das mulheres no mundo.
Ao longo dos anos, a ação das Nações Unidas para o avanço das mulheres teve quatro indicações claras: a promoção de medidas legais, mobilização da opinião pública e ação internacional; formação e investigação, incluindo a compilação de estatísticas de gêneros desagregados; e assistência direta a grupos desfavorecidos.
Hoje, a base central de organização do trabalho das Nações Unidas é que nenhuma solução duradoura para os problemas ameaçadores sociais, econômicos e políticos da sociedade podem ser encontrados sem a plena
participação e a total capacitação das mulheres do mundo.

Tradução: Eliana Lara Delfino
Fonte: http://www.un.org/ecosocdev/geninfo/women/womday97.htm

________________________________________________________

O incêndio de 1911

Mais fotos nesse site: http://www.ilr.cornell.edu/trianglefire/photos/photo_display.html?sec_id=3

One response

  1. Pingback: DIA INTERNACIONAL DA MULHER « Winds Of Change

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s