"I watch the time pass slowly. It comes and goes like the waves. The sea can touch the sky at night. It's got the freedom I crave."

São Valentim – Padroeiro do Amor

Valentim foi um sacerdote santo em Roma, que, com São Mário e sua família, assistiu aos mártires da perseguição de Cláudio II. Ele foi detido e enviado pelo imperador ao prefeito de Roma, que, diante de todas as suas promessas para fazê-lo renunciar a sua fé eficaz, recomendou serem espancados e, posteriormente, decapitados. A execução aconteceu em 14 de fevereiro, cerca do ano 270. Papa Júlio I ordenou construir uma igreja perto de Ponte Mole em sua memória, que por muito tempo deu nome ao portal agora chamada Porta del Popolo, que antes foi, Porta Valetini. A maior parte de suas relíquias estão na Igreja de São Praxedes. Seu nome é celebrado como mártir ilustre no Sacramentário de São Gregório, o Missal Romano de Thomasius, no calendário de F. Fronto e de Allatius, em Bede, Usuardo, Ado, Notker e todos os outros nesta lista de mártirs neste dia. Para abolir o costume supersticioso dos pagãos lascivos dos meninos desenhando os nomes das meninas, em honra da deusa Juno Februata, no décimo quinto dia do mês, vários pastores zelosos substituíram os nomes de santos em tarugos dados neste dia.

A origem de São Valentim

A origem de São Valentim, e como muitos outros, permanece um mistério. Uma opinião é que ele era um romano martirizado por se recusar a desistir de sua fé cristã. Outros historiadores defendem que São Valentim era um sacerdote do templo preso por rebeldia durante o reinado de Claudius. Seja lá quem ele tem sido, Valentine realmente existiu, pois os arqueólogos descobriram uma catacumba romana e uma antiga igreja dedicada a São
Valentim. Em 496 dC o Papa Gelásio marcou 14 de fevereiro como uma celebração em honra do seu martírio.
A primeira representação de São Valentim apareceu em A Crônica de Nuremberg, um grande livro ilustrado impresso em 1493. [Mais uma evidência de que Valentim foi uma pessoa real: os arqueólogos descobriram uma catacumba romana e uma antiga igreja dedicada a São Valentim.] Juntamente com um retrato dele em xilogravura (técnica de gravura na qual se utiliza madeira), o texto afirma que Valentino foi um padre romano
martirizado durante o reinado de Claudius, o Godo [Claudius II]. Desde que ele foi pego casando cristãos (Claudius II teria proibido os casamentos, de forma a angariar mais soldados) e dando qualquer ajuda aos cristãos que estavam sendo perseguidos pelo imperador Claudius em Roma [quando ajudar era considerado crime], Valentim foi preso e encarcerado. Cláudio teve afeição por esse prisioneiro – até que Valentino cometeu um erro estratégico: ele tentou converter o imperador – o que levou este padre a ser
condenado à morte. Ele foi espancado e apedrejado, e como isso não bastasse, ele foi degolado do lado de fora dos limites de Flaminian [por volta de 269].
Santos não devem descansar em paz, eles são esperados se manterem ocupados: realizar milagres, interceder. Ser preso ou morto não é desculpa para a não execução do sobrenatural. Uma lenda diz que, enquanto aguardava sua execução, Valentino restaurou a visão da filha cega do carcereiro. Outra lenda diz que, na véspera de sua morte, ele escreveu um bilhete de despedida à filha do carcereiro, assinado, “De seu Valentim”.
São Valentim foi um sacerdote, martirizado em Roma em 269 e foi enterrado na Via Flaminian. Ele é o padroeiro dos casais, noivos, apicultores, epilepsia, desmaio, saudações, casamentos felizes, amor, amantes, peste, viajantes, e jovens. Ele é representado nas imagens com pássaros e rosas.

Tradução: Eliana Lara Delfino
Fonte: http://www.catholic.org/saints/saint.php?saint_id=159

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s