"I watch the time pass slowly. It comes and goes like the waves. The sea can touch the sky at night. It's got the freedom I crave."

Livros

As Três Espadas

This slideshow requires JavaScript.

Essas três espadas de bronze enormes formam o monumento da batalha de Hafrsfjord no ano 872, quando Harald Hårfagre (Harald Fairheaded) uniu Noruega em um único reino. O monumento foi criado no sul de Stavanger por Fritz Røed (1928-2002) de Bryne. Foi revelado pelo rei Olav da Noruega em 1983. As espadas, que são cerca de 10 metros de altura, significam paz e unificação. Uma espada é maior que as outras, a qual é a espada de Harald Fairheaded. As espadas são fixadas em rocha sólida – representando paz. Elas podem ser encontradas em Møllebukta, uma enseada na costa sul de Hafrsfjord. O nome “Møllebukta” deriva de “Mølla” (moinho) e “bukt” (baía). Antigamente havia um moinho de milho ali. Hoje, o lugar é uma das áreas de lazer mais populares de Stavangers.

A batalha de Hafrsfjord

A única fonte contemporânea para este ocorrido é escrito por um leigo chamado Thorbjörn Hornklofi (norueguês moderno: Torbjørn Hornklove) logo após o rei Harald “Fairhair” vencer seus inimigos. O leigo é muito claro, dramático e ilustrativo (A primeira parte é traduzida em Inglês):

Você ouviu em Hafrsfjord
o quanto eles lutaram
o alto rei nascido
contra Kjotve “O Rico”
Navios vieram do leste
almejando batalha,
com suas cabeças abertas
e proas esculpidas.

A fonte mais conhecida da batalha é a saga de Harald Fairhair em Heimskringla escrito por Snorri Sturluson mais de 300 anos depois da batalha ter ocorrido. Snorri dá uma descrição vívida e detalhada da batalha (embora os historiadores continuam a debater a precisão histórica da obra de Snorri): A notícia veio do sul da terra que o povo de Hordaland e Rogaland, Agder e Thelemark, estavam se reunindo, e troxeram com eles navios e armas, e um grande grupo de homens. Os líderes foram Eirik, rei de Hordaland; Sulke, rei de Rogaland, e seu irmão Earl Sote; Kjotve “O Rico”, rei de Agder, e seu filho Thor Haklang; e de Thelemark, dois irmãos, Hroald Hryg e “Had the Hard”. Nesse momento, quando Harald teve tais notícias disso, reuniu suas forças, mandou seus arcos para a água, pôs-se pronto junto de seus homens, e partiu em direção ao sul ao longo da costa, reunindo muitas pessoas de cada distrito. O Rei Eirik soube disso quando veio do sul de Stad, e tendo reunido todos os homens que ele pôde conseguir, prosseguiu ao sul para buscar forças com que ele sabia que estava por vir, com ajuda vinda do leste. Todos se reuniram no norte de Jadar, e entraram em Hafersfjord, onde o rei Harald estava esperando com as suas tropas. Uma grande batalha começou, muito árdua e longa, mas o rei Harald ganhou o dia. Lá o Rei Eirik caiu em derrota, e o rei Sulke, com seu irmão Earl Sote. Thor Haklang, que era um gigante furioso, tinha colocado o seu navio contra o rei Harald, e foi acima de tudo uma medida de ataque desesperada, até que Thor Haklang foi derrotado, e todo o seu navio foi rendido. Então o rei Kjotve fugiu para uma pequena ilha fora das terras, um lugar para se refugiar. Depois disso todos os seus homens fugiram, alguns em seus navios, alguns por terra, e estes fugiram para o sul do país de Jadar.

Heimskringla – A Crônica dos Reis de Noruega  
Capítulo III – Saga / Parte 19 de Harald Harfager – Batalha em Hafersfjord

Assim diz Hornklofe, a saber:. –
“A notícia chegou até você? – você já ouviu
Da grande luta em Hafersfjord,
Entre o nosso nobre e corajoso rei Harald
E o rei Kjotve rico em ouro?
O inimigo de guerra apareceu do Oriente,
Forte para a batalha como para um banquete.
A galante visão que se via
A extensão de sua frota sobre o mar azul-escuro:
Cada navio de guerra, com sua garganta ameaçadora
Do dragão feroz, faminto, bárbaro
Impiedoso e escancarado na proa, suas laterais
Brilhando com escudos polidos, enfileirados
Sua tripulação de homens de lei de guerra,
Cujos alvos brancos como a neve brilhavam de longe
E muitos arqueiros robustos enviados
Ao redor dos países do Ocidente,
Ingleses e escoceses, um convidado estrangeiro,
E homens de espadas da distante costa francêsa.
E, assim os navios do inimigo se aproximavam,
O barulho horrível que se podia ouvir
Selvagens furiosos rugindo com raiva,

E heróis ferozes revestidos em peles de lobo,
Uivando como lobos, retinindo e sacudindo
De muitos homens com roupas de guerra.
Assim, o inimigo veio, mas nosso bravo rei
Ensinou-os a voltar tão rápido novamente.
Pois, quando ele viu a sua força vir,
Lançou da costa seus navios de guerra.
No fundo do mar, ele lançou sua frota
E corajosamente remou de encontro com o inimigo.
Violento foi o choque, e alto o barulho
Dos escudos, até o hostil Haklang,
Afamados furiosos do inimigo, caíram.
Então de nossos homens irrompeu o grito
Da vitória, e do Rei de Ouro
Não podendo suportar nosso corajoso Harald,
Fugiram antes de suas lâminas afiadas
Para o abrigo das rochas da ilha.
Todos na parte inferior dos navios
Os leigos feridos, em pilhas horríveis;
Fizeram-se voltados para baixo e se deitaram
Sob a linha de assentos arrumadas;
E muito um escudo de guerreiro, eu cri
Podia nas costas do guerreiro ser visto,
Para protegê-los enquanto eles fugiam rapidamente
Da forte tempestade que caía.
A montanha de gente, como já ouvi dizer,
Nunca parou enquanto eles corriam do combate,
Até que eles cruzaram o mar Jadar,
E chegaram em suas casas – tão sagaz cada alma
Para afogarem seu medo na taça de hidromel.”

Fontes:

http://www.stavanger-web.com/touristinfo/swords_in_rock.htm

http://en.wikipedia.org/wiki/Battle_of_Hafrsfjord

http://www.wisdomlib.org/norse/book/heimskringla/d/doc5033.html

Tradução:

Eliana Lara Delfino

Advertisements

Echo Park

Echo Park – 2006

Em 1993, Marie Gesto desapareceu depois de sair de um supermercado em Hollywood. Temendo o pior, o caso saiu dos comandos do LAPD (Departamento de Polícia de Los Angeles) do grupo de pessoas desaparecidas para a Divisão de Homicídios, onde Harry Bosch pegou o caso.

Mas a mulher de 22 anos nunca apareceu – viva ou morta – e este era um caso que Bosch não poderia deixar sem justiça.

13 anos depois Bosch está na Unidade de Casos Não-Resolvidos (Open-Unsolved Unit) quando recebe uma chamada do escritório de DC (Washington). Um homem acusado de dois odiosos assassinatos está prestes a ser “limpo” em respeito a vários outros assassinatos negociando a anulação da pena de morte. Um desses assassinatos, ele diz, é o de Marie Gesto. Agora Bosch está resignado a pegar a confissão de Raynard Waits e ter certeza de que o assassino não está trapaciando com as autoridades para anular a data da sentença de morte.

A confirmação da confissão Bosch está perto de pegar o homem que procurou por 13 anos. Toda a existência de Bosch como policial começa a cair quando percebe que ele e seu parceiro perderam conclusões em 1993 que os teriam levado à Waits e teriam permitido que não acontecessem os nove assassinatos que se seguiram depois de Marie Gesto.

Tradução: Eliana Lara Delfino

Fonte: http://www.michaelconnelly.com/novels/echopark/

 

____________________________________________________________________ 

Obs: O nome do livro é um bairro montanhoso de Los Angeles.

Mais informações sobre Echo Park:

http://en.wikipedia.org/wiki/Echo_Park,_Los_Angeles

http://www.historicechopark.org/index.html


The Closers

 

Seguindo a ordem cronológica, a próxima tradução seria com o livro The Narrows, mas esse foi o primeiro resumo dos livros com o personagem Harry Bosch que tenho traduzido aqui:

https://elianalara.wordpress.com/2010/02/21/michael-connelly-the-narrows/

 

The Closers  – 2005

 

Depois de três anos fora do LAPD (Departamento de Polícia de Los Angeles), Harry Bosch retorna para encontrar no departamento um lugar diferente daquele que deixou. O novo chefe de polícia veio de Nova Iorque para dar ao lugar uma limpeza perfeita de cima para baixo. Trabalhando com seu antigo parceiro, Kiz Rider, Harry é designado à Unidade de Casos Não-Resolvidos (Open-Unsolved Unit), trabalhando com centenas de arquivos mortos que assombram os arquivos do departamento. Esses detetives são os “closers” _ eles põem uma pá na sujeira e voltam ao passado. Aplicando novas técnicas com velhas evidências eles desenterram alguns assassinos escondidos e os trazem a justiça, pelo lema “uma cidade que esquece suas vítimas de homicídio é uma cidade perdida”.

Harry e Kiz são dados a um caso politicamente sensível quando um DNA liga a um supremacista branco ao assassinato de 1988 de Rebecca Verloren, uma menina de 16 anos. Becky era uma raça mestiça misturada, e o caso parece ter um angulo racial. Isto foi Los Angeles antes dos “tumultos” e Redney King; a cidade era um barril de pólvora pronto pra explodir. O detetive que tinha trabalhado no caso todos esses anos atrás parece ter feito um trabalho decente, mas alguma coisa não encaixava.

Enquanto a justiça de Harry não acontece, o delegado chefe Irving está vigiando-o. No novo departamento “limpo” Irving se declinou ao trabalho sem sentido. Compelido por vingança, ele espera que Harry dê uma “escorregada”.

 

Tradução: Eliana Lara Delfino

Fonte: http://www.michaelconnelly.com/novels/theclosers/


Luz Perdida

Mais um romance de Harry Bosch, “Lost Light” de 2003.

Luz Perdida

Aborrecido com a hipocrisia da polícia de Los Angeles, Harry Bosch demitiu-se e é forçado a encontrar um novo modo de vida. Mas a vida de aposentado não se ajustava a ele. Ele sempre foi devoto à justiça, e ainda é atraído a proteger – ou vingar – aqueles à quem a lei falhou.

Quando Bosch deixou a LAPD levou um arquivo com ele – o caso de uma assistente de produção de filme assassinada quatro anos antes durante um roubo de 2 milhões num set de filmagem. A polícia de Los Angeles – atuando sob novas regras depois do 9 de setembro (o ataque ao World Trade Center)  – acredita que o dinheiro roubado foi usado para financiar um campo de treinamento terrorista. Os relatos da primeira vítima de homicídio estão perdidos no zelo federal, e quando parece que o assassino será libertado para ajudar os federais na caça ao terrorista, Bosch rapidamente se encontra em conflito com seus velhos colegas e o FBI. Ele não pode descansar até encontrar o assassino – com ou sem um distintivo.

Michael Connelly recebeu o Prêmio Maltese Falcon da Sociedade Falcão Maltês do Japão por Lost Light, o qual foi considerado o melhor romance de detetive particular publicado no Japão no ano anterior. Este é o segundo prêmio da sociedade de Michael Connelly, sendo seu primeiro para o Black Ice (“O Gelo Negro”).

Tradução: Eliana Lara Delfino

Fonte: http://www.michaelconnelly.com/novels/lostlight/


Cidade de Ossos

Mais um romance de Harry Bosch, “City Of Bones” de 2002.

Cidade de Ossos

No Ano Novo, o detetive Harry Bosch atende uma chamada: um cachorro encontrou um osso – um osso que segundo o dono do cão, um médico, parece ser um osso humano.
Bosch investiga, e essa descobeta do acaso o leva à uma cova rasa nos vales de
Hollywood, evidência de assassinato cometido a mais de 20 anos.  É um arquivo
morto, mas mexe com as lembranças de Bosch de sua própria infância como um
orfão na cidade. Ele não pode deixar isso pra trás. Cavando entre registros da
polícia e de hospitais, rastreando crianças de rua e fugitivos dos anos 70,
Bosch encontra a família corrompida por uma ausência – e um rastro, muito mais tênue, em um mundo terrivelmente violento.
Como o caso leva Bosch ao passado mais profundo, uma policial recruta chamada Julia Brasher o trás vivo ao presente de uma forma que ninguém tinha feito em anos. Bosch foi advertido sobre os problemas de namorar uma recruta, mas nenhum aviso poderia resistir o forte sentimento entre eles – ou preparar Bosch para a bomba quando o caso explodisse. Um suspeito aparece, um policial é atingido com uma bala, e de repente o arquivo morto de Bosch tem toda Los Angeles num tumulto – e Bosch lutando pra manter controle em uma revelação brutal e sem lei.
A investigação corre a uma conclusão chocante e deixa Bosch na margem de uma decisão inimaginável – que deixará os leitores com raiva esperando pelo próximo
romance de Bosch.

Tradução: Eliana Lara Delfino
Fonte: http://www.michaelconnelly.com/novels/cityofbones/


Aos Devotos de Nossa Senhora

‘O Cavaleiro e o Pacto com o Diabo’ é um conto de Theophilo Braga em “Contos tradicionais do povo português”. Como posto aqui traduções e este já é português então decidi traduzí-lo na língua universal. A fonte do site deste conto é http://contoselendasmedievais.blogspot.com/2008/07/o-cavaleiro-e-o-pacto-com-o-diabo.html

A tradução:

The Knight and Pact with The Devil

A noble knight powerful and rich spent all your estate and fell in very great misfortune. He had a wife very caste and devoted to the Blessed Virgin Mary.

Having a big festival in the town, the knight wanted to make many expenditure but didn’t have gold anymore. In shame, he hid into the wood until the festival has done.

Being the knight at this place, showed him up a creature very austounding on an amazing horse and asked him why he was so sad. The knight told him the whole story. And the austounding creature sad him:
_ If you wants to make what I order you, I’ll make you have more wealth and more honor than never.

The knight promised him that would make everything he wanted if he accomplished what was saying. And the devil sad him:
_ Go to your home and dig in some place. You’ll find many gold. And promised me in this day you will bring here your wife.

The knight promised it. He went back to home and found very gold according to the devil and begin to live as before.

When came the day as he promised to take your wife to the devil, told her to mount a horse because they had to go far. Despite the great fear, she didn’t dare to contradict the husband and went with him recommending to the St. Mary. Going by the path they saw a church. She entered and the husband was outside the church waiting for her. While she prayed devotely to the Virgin Mary, she fell asleep. The Virgin took the recemblance from that woman, left the church, climbed on the horse and followed the journey with the knight who thought to have your wife beside him.

When they came into place instantly came the devil but didn’t dare approached of them. Began to tremble and make too much noise showing great fear. And sad to the knight:
_ Oh deceitful and so disloyal knight! Why did you make me so much derision and makes me so badly for so much well I made you? You promised me that would bring me your wife and brought Mary. I wanted revenge you of your wife for much injuries that makes me and you brought me This who torments me gravely and cast me in the abyss from hell.

When the knight heard this he felt great astonishment and admiration, and in great fear he couldn’t speak. And The Virgin sad to the devil:
_ For your daring and your audacity presumed to kill a devote mine. But you won’t scapes without pay it. I order you to descend fastly to the abyss from hell and hereafter don’t create obstacle to anyone who ask for devotion.

When the devil heard this, fastly departed from there howling and making noisy. The knight came down of the horse and thrown on the ground to the feet of Virgin Mary. She reproached him for what he made and ordered to come back, so would find his wife sleeping in the church. Ordered to throw out the golds got from the demon, and then She desappeared.

The knight returned to the church, awoke your wife and told her everything what happened to him. They back to your home and threw away what the devil had get. They percevered in the service of Virgin Mary, much devoutly, and than became very rich in the service of Our Lord Jesus Christ.

Tradução: Eliana Lara Delfino


Mais Escuro Que A Noite

MAIS ESCURO QUE A NOITE – A Darkness More Than Night – 2001

Harry Bosch está até o pescoço no caso que tem passado pelas celebridades mais malucas de Los Angeles: um diretor de cinema acusado de matar uma atriz durante o sexo, e faz sua morte parecer como suicídio. Bosch é o agente de polícia com vóz de prisão e também a testemunha num julgamento que causou frenezi de boca cheia para a mídia de Hollywood.

Enquanto isso Terry McCaleb curte uma aposentadoria idílica em Catalina Island quando uma visita de um velho amigo trás seu antigo mundo impetuoso de volta. É assassinato, um indecifrável tipo de assassinato em que ele se especializou resolvendo casos quando estava no FBI. A investigação se instala, e o xerife pede à McCaleb para dar uma olhada na papelada da polícia pra ver se acha alguma coisa que tenham deixado passar.

Logo na primeira olhada de McCaleb na cena do crime, o leva a procurar um assassino metódico com gosto para rituais e vingança. Como sua rápida observação acelera à investigação muito rápida, os dois crimes – seu assassino solitário e o diretor de cinema de Bosch – começam a se ligar estranhamente. Uma revelação aborrecedora depois de outra, eles ligam as coisas, se tornando um caso terrível e impossível, envolvendo cálculos quase inimagináveis. McCaleb acredita desmascarar o mais temido assassino que já cruzou sua frente. Mas sua investigação se torna ligada com a de Bosch, e os dois encontram disparidades na maior investigação perigosa de suas vidas.

Tradução: Eliana Lara Delfino
Fonte: http://www.michaelconnelly.com/Book_Collection/ADarknessMoreThanNight/adarknessmorethannight.html