"I watch the time pass slowly. It comes and goes like the waves. The sea can touch the sky at night. It's got the freedom I crave."

Religião

Santos Inocentes

Estou repostando esse artigo porque vale também pelas criancinhas que são assassinadas dentro do ventre de suas mães e as são jogadas fora assim q nascem…

santosinocentes

https://elianalara.wordpress.com/2010/12/29/santos-inocentes/

Advertisements

SIGNIFICADO DAS VELAS DO ADVENTO

Image

Como muitas tradições de Natal na fé cristã, a coroa do Advento é de origem pagã. A Igreja cristã acende uma vela a cada domingo, durante as quatro semanas que antecedem ao Natal. Algumas famílias fazem suas próprias coroas de Advento em casa.

Origem

Não se sabe quando a primeira coroa do Advento foi criada. Rituais pagãos freqüentemente
incluía velas acesas em uma coroa de flores que significava esperança para o retorno do sol
durante o inverno. Na Idade Média, os cristãos emprestaram este antigo costume, e
incorporaram isso a celebração do Natal. As religiões Católica e Luterana foram as primeiras
a adotarem formalmente a coroa do Advento.

Coroa

A coroa do Advento é feita de galhos verdes vivos, simbolizando a vida eterna. O círculo
representa o amor eterno de Deus, sem começo e sem fim, bem como a imortalidade da alma.

Cores da Vela

A cada uma das quatro velas coloridas na coroa do Advento representa uma semana que antecede
o Natal. Tradicionalmente, três das velas são roxas, e uma é rosa. A última vela é branca e fica no centro da coroa. É acesa na véspera de Natal ou dia de Natal.

Origem da Vela Rosa

Já houve uma tradição em que o papa dava a alguém uma rosa no quarto domingo da Quaresma
antes da Páscoa para “animar” o tom sombrio da temporada. Antes da comercialização em massa
do Natal, o Advento era também um momento solene e as pessoas jejuavam para se preparar para
o feriado. O costume da rosa passou a fazer parte do terceiro domingo do Advento.
Eventualmente, a terceira vela tornou-se rosa também.

Simbolismo da Vela

As velas são tradicionalmente acesas na seguinte ordem: roxa, roxa, rosa, roxa, branca. A
primeira é chamada de “Vela da Esperança”. Ela simboliza a fé em Deus mantendo suas
promessas para a humanidade. A segunda é chamada de “Vela da Preparação”, lembrando os
cristãos a “se prepararem” para receber Deus. A terceira vela é “Vela do Júbilo”. Ela lembra
os anjos cantando alegremente sobre o nascimento de Cristo. A quarta vela, “Vela do Amor”,
recorda aos cristãos que Deus os ama o suficiente para enviar o seu Filho único para a
Terra. A “Vela de Cristo”, a vela branca do centro, representa o próprio Jesus Cristo.

Rituais

Algumas religiões cristãs incentivam as famílias a acenderem uma vela na coroa todos os dias
durante o Advento, seguido de leituras bíblicas, cânticos e oração. Durante a primeira
semana, uma vela é acesa a cada dia. Durante a segunda semana, duas velas são acesas, e
assim por diante.

Variações

Há muitas interpretações das velas do Advento. Alguns acreditam que as velas representam a
Esperança, Alegria, Amor e Paz. Alguns acendem a vela rosa no último domingo antes do Natal,
em vez do terceiro. Outros usam quatro velas roxas. Em todas as tradições, o simbolismo está
mergulhada na fé cristã.

Fonte: http://www.ehow.com/about_5385336_meaning-advent-candles.html

 


Aos Devotos de Nossa Senhora

‘O Cavaleiro e o Pacto com o Diabo’ é um conto de Theophilo Braga em “Contos tradicionais do povo português”. Como posto aqui traduções e este já é português então decidi traduzí-lo na língua universal. A fonte do site deste conto é http://contoselendasmedievais.blogspot.com/2008/07/o-cavaleiro-e-o-pacto-com-o-diabo.html

A tradução:

The Knight and Pact with The Devil

A noble knight powerful and rich spent all your estate and fell in very great misfortune. He had a wife very caste and devoted to the Blessed Virgin Mary.

Having a big festival in the town, the knight wanted to make many expenditure but didn’t have gold anymore. In shame, he hid into the wood until the festival has done.

Being the knight at this place, showed him up a creature very austounding on an amazing horse and asked him why he was so sad. The knight told him the whole story. And the austounding creature sad him:
_ If you wants to make what I order you, I’ll make you have more wealth and more honor than never.

The knight promised him that would make everything he wanted if he accomplished what was saying. And the devil sad him:
_ Go to your home and dig in some place. You’ll find many gold. And promised me in this day you will bring here your wife.

The knight promised it. He went back to home and found very gold according to the devil and begin to live as before.

When came the day as he promised to take your wife to the devil, told her to mount a horse because they had to go far. Despite the great fear, she didn’t dare to contradict the husband and went with him recommending to the St. Mary. Going by the path they saw a church. She entered and the husband was outside the church waiting for her. While she prayed devotely to the Virgin Mary, she fell asleep. The Virgin took the recemblance from that woman, left the church, climbed on the horse and followed the journey with the knight who thought to have your wife beside him.

When they came into place instantly came the devil but didn’t dare approached of them. Began to tremble and make too much noise showing great fear. And sad to the knight:
_ Oh deceitful and so disloyal knight! Why did you make me so much derision and makes me so badly for so much well I made you? You promised me that would bring me your wife and brought Mary. I wanted revenge you of your wife for much injuries that makes me and you brought me This who torments me gravely and cast me in the abyss from hell.

When the knight heard this he felt great astonishment and admiration, and in great fear he couldn’t speak. And The Virgin sad to the devil:
_ For your daring and your audacity presumed to kill a devote mine. But you won’t scapes without pay it. I order you to descend fastly to the abyss from hell and hereafter don’t create obstacle to anyone who ask for devotion.

When the devil heard this, fastly departed from there howling and making noisy. The knight came down of the horse and thrown on the ground to the feet of Virgin Mary. She reproached him for what he made and ordered to come back, so would find his wife sleeping in the church. Ordered to throw out the golds got from the demon, and then She desappeared.

The knight returned to the church, awoke your wife and told her everything what happened to him. They back to your home and threw away what the devil had get. They percevered in the service of Virgin Mary, much devoutly, and than became very rich in the service of Our Lord Jesus Christ.

Tradução: Eliana Lara Delfino


I Coríntios, Cap.13

1 Ainda que eu domine línguas humanas e angélicas – se eu falar sem amor, eu não sou mais do que um estrondo de gongo ou um címbalo que tine.

2 E ainda que tenha o dom da profecia, para penetrar todos os mistérios e conhecimentos, e ainda que tenha toda a fé necessária para mover montanhas – se for sem amor, nada sou.

3 Ainda que eu deveria dar aos pobres tudo o que tenho, e até mesmo desistir do meu corpo para ser queimado – se não for por amor, de nada adiantará.

4 O amor é sempre paciente e bondoso, o amor nunca é ciumento, o amor não é orgulhoso, nem pretensioso,

5 Nunca é grosseiro e nunca interesseiro, não se ofende nem guarda reclamações.

6 O amor não se alegra com a injustiça, mas encontra sua alegria na verdade.

7 Está sempre pronto para conceder, confiar, esperar e suportar o que vier.

8 O amor nunca chega ao fim. Mas se houver profecias, serão levados embora; se em línguas, se calarão, e se em conhecimento, será eliminado.

9 Nosso conhecimento é imperfeito, e profetizamos imperfeitamente;

10 mas uma vez que a perfeição vem, todas as coisas imperfeitas serão levadas embora.

11 Quando eu era criança, falava como criança, e via as coisas como criança, e pensava como criança, mas agora que me tornei adulto, eu acabei com todas as formas infantis.

12 Agora nós vemos apenas reflexos num espelho, meros enigmas, mas então veremos face a face. Agora meu conhecimento é imperfeito, mas então deverei conhecer tanto quanto me conheço.

13 Então, estes permanecem: fé, esperança e amor, os três, mas o maior destes é o amor.

Tradução: Eliana Lara Delfino

Fonte: http://www.catholic.org/bible/book.php?id=53

 


Vale Das Cruzes

This slideshow requires JavaScript.

VALE DAS CRUZES
Significado Religioso

O Vale das Cruzes, onde pessoas não só da Lituânia têm depositado suas cruzes por centenas de anos, testemunhas da felicidade e confiança de uma comunidade cristã a Cristo e sua Cruz. Isso é uma expressão de espontânea religiosidade das pessoas, e é um símbolo não de dor e morte mas de Fé, Amor e Sacrifício. Daqui o Papa benzeu todos da Lituânia e todas da Europa Cristã.

Locação
O Vale das Cruzes é situado no meio de uma terra arável, à 16 quilômetros de Siauliai. É visto de Siauliai – rodovia de Ryga. O vale é 60 metros de comprimento e 40-50 de largura.
Número de Cruzes
É muito difícil imaginar tantas cruzes num único lugar. Mas todas essa cruzes nos contam sobre infortúnios pessoais e públicos e catástrofes. Por exemplo, uma cruz foi posta depois do naufrágio da Estônia.As cruzes foram contadas primeiro por Ksywicki em 1900. Em crônicas históricas ele escreveu que haviam 130 cruzes no vale.  Dois anos depois já haviam 155 cruzes. Depois da 2ª Guerra Mundial, em 1922 haviam 50 cruzes mas 1938 – já acima de 400. Em 1961 o governo soviético demoliu mais de 5.000 cruzes, mas em 1975 – mais 1.200 cruzes.Depois da mudança política as cruzes foram contadas por adeptos de Siauliai. Contaram 14.384 cruzes grandes(1.112 delas eram de 3 à 4 metros de altura, 130 mesma altura) e 41.000 cruzes pequenas(menores de 50 centímetros).Cada visitante tenta deixar uma cruz ou um rosário. Se não leva nada, faz algo no vale, com pedras, pequenos ramos ou relvas.
O Monastério do Vale das Cruzes
Em 1994 durante sua visita ao monastério franciscano de um monte de Verna(Itália), o Papa João Paulo II encorajou os irmãos a construírem um monastério no Vale das Cruzes. Um eremita dos Irmãos Franciscanos foi consagrado em 7 de julho em 2000.  Foi construído à 300 metros do vale e tem 16 quartos. Serve como iniciação da Província Franciscana da Lituânia de São Casimiro, mas o monastério é também aberto aos peregrinos que procuram por silêncio e paz.
História
As cruzes no vale foram mencionadas pela primeira vez em crônicas escritas 1850, acreditáva-se que as primeiras cruzes foram colocadas pelos parentes das vítimas da rebelião em 1831, pois o governo czarista(forma de governo que imperou na Rússia) não deixou os familiares honrarem suas mortes devidamente. Cruzes do gênero se tornaram mais numerosas depois de outras rebeliões em 1863. No começo do século 20 o Vale das Cruzes foi amplamente conhecido como um lugar sacro. Em soma aos muito visitantes peregrinos, foi também um lugar de Missas e devoções. O Vale das Cruzes se tornou de importância especial durante tempos soviéticos – foi também o lugar dos anônimos mas persistência surpreendente ao regime. O governo soviético consideoru as cruzes o vale um símbolo hostil e prejudicial. Em 1961 as cruzes de madeira foram quebradas e queimadas, as de metal usadas como sucata e as cruzes de pedra e concreto foram quebradas e enterradas. O vales, muitas vezes, foi destruído com escavadeiras. Durante o período de 1973 à 1975, cerca de meio milhão de cruzes costumavam ser demolidas a cada ano sem nem tentarem fazer isso secretamente. Mais tarde as táticas se tornaram mais sutis: cruzes eram demolidas por não terem valor
artístico, diferentes “epidemias” eram anunciadas proibindo as pessoas que vinham até a região ou as estradas eram bloqueadas pela polícia.O vale foi guardado pelo governo e pela KGB. Em 1978 e 1979 houve algumas tentativas de inundação no território. Apesar de todo empenho para imperdir que as pessoas visitassem o vale, cruzes apareciam a cada noite.Depois da mudança política em 1988 as condições do Vale das Cruzes mudam completamente – tornaram-se Lituânia e um fenômeno mundial. Ganhou fama mundo a fora depois da visita do Papa João Paulo II em 7 de setembro de 1993. O Papa foi estremamente
tocado pela cruz com orações por sua saúde depois do atentado que sofreu em 1981. Em seu sermão durante as Santa Missa Sua Eminência disse: “Filhos e filhas de seu país têm carregado a esse vale de cruzes, semelhante ao de Gólgota, que viu a morte de nosso Salvador. Assim, as pessoas declararam sua sincera fé de que seus irmãos e irmãs falecidos de terem encontrado Eternidade” (…). A Cruz é o símbolo de vida eterna em Deus”.Em 1997, a Igreja reviveu devoções no vale. Elas acontecem todos os anos no penúltimo domingo de julho. Atualmente, O Vale das Cruzes está sob proteção da diocese Šiauliai, estabelecido em 28 de maio de 1997, primeiramente com o Bispo Eugenijus Bartulis.
Cruz é o símbolo do amor
O Vale das Cruzes é um lugar sagrado na região de Šiauliai com espaços especialmente vastos para meditações de fé e manifestações de amor a Deus. É aqui que Lituânia já passou por Gólgota, sua população experimentou tanta dor e infortúnios. Ou seja, aqui revive a mais sincera crença no sacrifício de nosso Salvador, o amor encontra resposta no Seu coração, as esperanças se fortalecem. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3, 16). A Cruz é o símbolo desse amor.
Eugenijus Bartulis

Bispo de Šiauliai

Tradução: Eliana Lara Delfino

Fonte: http://www.kryziukalnas.lt/?id=44


Fogos de Artifícios

A História Dos Fogos de Artifícios  –  Invenções Químicas Famosas

Invenção do Fogo de Artifício

Muitas pessoas associam fogos de artifícios com o Dia da Independência, mas seu uso original veio das celebrações de Ano Novo. Você sabe como os fogos de artifícios foram inventados?As lendas dizem que um cozinheiro chinês acidentalmente jogol salitre em um fogo
de cozinha, produzindo uma chama interessante. Salitre, um ingrediente usado em pólvora, às vezes era usado como sal saboroso. Outras pólvoras, carvão vegetal e ácido sulfúrico também eram comuns em antigos fogos. Embora a mistura queimada com um pouco de chama, explodia se fosse fechado em um pedaço de bambú.
Esta prazeirosa invenção de pólvoras parece ter ocorrido a 2000 anos atrás,
com explosão de “firecrackers”(fogos pequenos com grande barulho) produzido depois durante a Canção da dinastia (960-1279) por um monge chinês nomeado Li Tian, que vivia perto da cidade Lin Yang em Hunan Province. Estes fogos eram tiros com bambú preenchidos de pólvora. Eram explodidos no começo do ano novo para espantar espíritos maus. Muitos dos fogos modernos tem luzes e cores, e também barulho forte (conhecido como ‘gung pow’ ou ‘bian pao’) eram desejáveis em eventos religiosos, desde que fossem para espantar espíritos. No século 15, os fogos foram parte tradicional de outras celebrações, tais como vitórias militares e casamentos. A estória chinesa é bem conhecida, entretanto é possível que realmente que os fogos foram inventados na Índia ou Arábia.
Dos “Firecrackers” aos Foguetes

Em soma, explodindo pólvoras por fogos, os chineses usavam combustível de pólvoras por propulsão. Foguetes de madeira feitos à mão, em formas de dragão, atiravam foguetes aos invasores de Mongol em 1279. Exploradores tiraram conhecimentos de pólvoras, fogos e foguetes del volta pra casa com eles quando retornaram.   Árabes no século 7 referiam-se aos foguetes como flechas chinesas. Marco Polo é creditado levando pólvoras à Europa no século 13. Os soldados também trouxeram a informação com eles.
Além de Pólvoras

Muitos fogos eram feitos como os de hoje, como à cem anos atrás. Entretanto algumas modificações foram feitas. Os fogos modernos incluem muitas cores que formam desenhos, como salmão, rosa, e verde-piscina, que não existiam no passado.
Em 2004, a Disneilândia, na Califórnia começaram lançamentos de fogos usando ar comprimido ao invéz de pólvoras. Marcadores eletrônicos eram usados para explodir o projétil. Esta foi a primeira vez que o sistema de lançamento foi usado comercialmente, permitindo o crescimento em tempo preciso (pois mostra que podia ser aplicado em música) e redução de fumaça em grandes exibições.

Tradução: Eliana Lara Delfino

Autora:  Anne Marie Helmenstine , Doutorado em Filosofia

Fonte: http://chemistry.about.com/od/historyofchemistry/a/fireworkhistory.htm

_________________________________________________________

FELIZ ANO NOVO À TODOS ABENÇOADO POR DEUS!


Santos Inocentes

Ontem dia 28 de Dezembro foi o dia dos SANTOS INOCENTES!

________________________________________________

Perfil
As crianças, foram assassinados por Herodes, o Grande, quando ele tentou matar o menino Jesus.
Quando Herodes percebeu que tinha sido enganado pelos magos, ficou furioso.  Ele ordenou o massacre de todos os meninos de Belém e seus arredores de dois anos para baixo, de acordo com o tempo que ele tinha indagado os magos.  Então se cumpriu o que havia sido dito pelo profeta Jeremias: “Uma voz se ouviu em Ramá, choro e grande lamento: Raquel chorando por seus filhos, e ela não iría ser consolada, pois não existiam mais.” – Mateus 2:16 -18

____________________________________________________________

Interpretação
A criancinha nasceu, que é um grande rei.  Sábios são levados à ele de longe. Eles vêm para adorar aquele que reside em uma manjedoura e ainda reina no céu e na terra. Quando dizem que nasce um rei, Herodes é perturbado. Para salvar seu reino, ele resolve matá-lo, mas se ele tivesse fé na criança, ele mesmo reinaria em paz nesta vida e para sempre na vida futura.
Por que você está com medo, Herodes, quando ouve sosre o nascimento de um rei?  Ele não vem para levá-lo para fora, mas para conquistar o diabo.  Mas porque você não entende isso, está perturbado e com raiva.  Para destruir a criança que você procura, mostra sua crueldade na morte de tantas outras.
Você não está restringido pelo amor de pais e mães chorando de luto pela morte de seus filhos, nem pelos gritos e choro das crianças. Você destrói aqueles que são minúsculos no corpo porque o medo está destruindo seu coração. Você imagina que se realizar seu desejo, pode prolongar sua própria vida, embora esteja procurando matar a si próprio.
Os filhos morrem por Cristo, embora não sabem disso. Os pais choram pela morte dos mártires. A menino Jesus faz dos que ainda não conseguem falar, serem testemunhas de si mesmo. Mas você, Herodes, não sabe disso e está perturbadoa e furioso. Enquanto descarrega sua fúria contra a criança, já está pagando-lhe homenagem, e não sabe disso.
Que mérito essas crianças devem ter neste tipo de vitória? Elas não podem falar, mas dão testemunho de Cristo. Elas não podem usar seus membros para participar na batalha, mas já levantam a palma da vitória.

– Trecho de um sermão do bispo de Saint Quodvultdeus sobre o Santos Inocentes.
Tradução: Eliana Lara Delfino

Fonte: http://saints.sqpn.com/holy-innocents/